Game Audio Drops 52: O que podemos aprender com a indicação de Celeste e Bastion para melhor música do TGA

Por Thiago Adamo

 Capa Celeste

Capa Celeste

Mais uma vez um jogo indie foi indicado para a nomeação de Best Score Music na premiação do The Game Awards. Seguindo o exemplo de títulos como Bastion e provando que a indicação não veio por acaso, a trilha sonora de Celeste é extremamente bem feita e funcional quanto a gameplay do jogo.

Essa indicação ainda veio com um bônus: Celeste é um jogo indie que conta com uma equipe de menos de 10 pessoas, sendo que duas dessas pessoas são brasileiras: a Amora e o Pedro Medeiros, também simbolizando um marco para o Brasil na premiação.

Indicações como as que trilha de Bastion, Celeste e outros jogos indies tem recebido em premiações importantes do mundo de games, nos mostram que não é preciso uma incrível produção para criar uma trilha sonora de sucesso, o que também pode garantir o sucesso do jogo. E isso é uma ótima noticia para você que é compositor e sound designer de jogos e trabalha com indies!

É pra falar das coisas que podemos aprender com essa indicação que o Game Audio Drops vai ao ar nessa sexta-feira, às 20h horário de Brasília. Em seu episódio 52, eu (Thiago Adamo), Mauricio Ruiz e Danielle Serranú vamos falar o que você pode aprender e como pode crescer como profissional de game audio a partir desse exemplo.

Não deixe de comparecer e interagir conosco ao vivo, mandando suas perguntas e sua opinião sobre o assunto! Nos vemos lá!